quarta-feira, 19 de março de 2014

Omelete de grão-de-bico



Estou, para variar, fazendo reeducação alimentar e tenho aprendido a me alimentar de forma saudável e a tirar maior proveito dos alimentos, principalmente dos grãos. 
Sempre comi grão-de-bico em saladas ou ensopados, mas, depois que descobri esta receita, minha vida mudou! Ela é de-li-ci-o-sa! 
Sigam direitinho a receita que não só dará certo, mas, arrancará elogios!!!

Ingredientes:

Para o omelete:
 
1 xícara de grão-de-bico cru (seco), de molho por 12 horas ou mais
4 colheres (sopa) de aveia em flocos
3 dentes de alho
1/4 colher (chá) de cúrcuma (pode ser substituído por outro tempero)
1 pitada de ervas finas desidratadas
1 colher (chá) cheia de fermento
Sal e pimenta-do-reino a gosto
1 cebola, picadinha
1 punhado de salsinha, picada
Azeite

Recheio (opcional):
Espinafre refogado com alho e cebola, temperado com sal e pimenta-do-reino + tomates-secos.

Preparo


Escorra o grão-de-bico demolhado e bata com 2 xícaras de água no liquidificador. Seja paciente e triture até ele se desfazer completamente. Esfregue um pouco da mistura entre os dedos para conferir: ela deve ficar macia, sem pedacinhos inteiros. Junte a aveia, o alho, cúrcuma, ervas, fermento, sal (usei 1 colher de chá rasa) e pimenta-do-reino a gosto e bata novamente por alguns segundos. Transfira a mistura para um recipiente grande e junte a cebola e a salsinha. Misture bem, prove (grão-de-bico cru tem um sabor desagradável, então não se assuste), corrija o sal e reserve.
Aqueça uma frigideira grande (escolha a que grudar menos na sua casa) e com tampa. Quando ela estiver bem quente, espalhe um pouco de azeite, formando um filme (não precisa exagerar). Despeje um pouco da mistura de grão-de-bico no centro da frigideira e use uma colher pra espalhar a massa, como se estivesse fazendo um crepe/panqueca. Minha frigideira é bem grande e uso uma concha e meia de massa pra cada omelete. Adapte a quantidade de massa ao tamanho da sua frigideira. O omelete deve ficar relativamente fino, porém mais espesso que uma panqueca. Tampe e deixe cozinhar em fogo médio/baixo por 8-10 minutos (o tempo de cozimento vai depender do tamanho da sua frigideira e, consequentemente, do seu omelete). Quando a superfície estiver seca, o omelete parecer firme e as bordas ligeiramente douradas, está na hora de virar (cuidado: se você tentar virar cedo demais ele vai se partir).
Espalhe um fio de azeite sobre o omelete e use uma espátula de metal fina pra virar (talvez você precise fazer movimentos curtos de vai-e-vem pra descolar). Deixe cozinhar do outro lado (ainda em fogo médio/baixo), descoberto, por mais 5-6 minutos. Seu omelete deve ficar bem dourado dos dois lados, mas não crocante, então fique de olho: se ele parecer muito pálido, aumente o fogo, se estiver queimando, diminua. Coloque agora o recheio pronto em uma das metades e dobre o omelete, como mostram as fotos. Sirva imediatamente. Se estiver fazendo mais de um, mantenha os omeletes prontos (recheados ou não) no forno baixíssimo, coberto (com papel alumínio ou, como faço aqui em casa, entre duas travessas) para não ressecar. Essa receita rende 5 omeletes grandes. Se não quiser fazer todos de uma vez, guarde o resto da massa em um recipiente fechado na geladeira por até 3 dias.
Com essa receita também é possível fazer panquecas, para isso, basta que coloque uma camada mais fina massa na frigideira. Recheie a gosto!

Se quiser conhecer melhor a história desta omelete, clique aqui!